Untitled Document
 
 
E-mail: adautodias@msn.com
 
 
 
10 de Dezembro de 2016 às 08h38min
Sem salários, enfermeiros param no Evangélico a partir de quarta

Douradosnews

Enfermeiros protestaram na manhã de hoje em Dourados - Foto: Ligado na Redação Enfermeiros protestaram na manhã de hoje em Dourados - Foto: Ligado na Redação

Enfermeiros do Hospital Evangélico decidiram em assembleia realizada no final da manhã de hoje (9), paralisar as atividades a partir da próxima quarta-feira (14). Sem receber desde outubro , os profissionais buscaram através do sindicato da categoria um posicionamento da direção da unidade para a quitação dos débitos, porém, não obtiveram resposta positiva.

Durante toda essa sexta-feira eles atuaram com apenas com 30% do efetivo e trabalharão em escala reduzida no final de semana.

No período da tarde o presidente do Siems (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem), Lázaro Santana, se deslocou até o MPE (Ministério Público Estadual) para protocolar pedido de intervenção no HE.

"Tentamos contato com a administração do hospital e não chegamos ao acordo. Esses trabalhadores estão sem receber desde outubro e há mais de um ano o pagamento deles é feito de forma parcelada todos os meses. É complicado, a primeira parcela do 13º salário também não foi quitada. Estou no Ministério Público protocolando pedido de intervenção nas contas para que essas pessoas possam receber o mais rápido possível. Enquanto isso a greve continuará por tempo indeterminado", contou o presidente ao Dourados News.

No Evangélico, segundo Lázaro, são aproximadamente 130 trabalhadores atuando e todos têm problemas com os recebimentos.

"É algo fora do normal e parece que a administração não quer resolver. Eles querem que o Ministério Público, a Justiça, se pronuncie, mas isso é problema deles", disse.

Dourados News tentou contato com a assessoria de imprensa do hospital por telefone, porém, não obteve sucesso.

Atualmente o Hospital Evangélico passa por enorme crise financeira e vive em constantes imbróglios judiciais.

Recentemente a falta de repasses do hospital ao CTCD (Centro de Tratamento de Câncer de Dourados), deixou pacientes sem atendimento.

O mesmo ocorreu com aqueles que necessitavam de tratamento renal.


 
Notícias Recentes
80% não sabem que têm glaucoma e podem ficar cegos, alerta oftalmologista
Ministério da Saúde decreta fim de surto de febre amarela
Iagro faz exames para confirmar se botulismo provocou morte de mil bois
Barbosinha entrega emenda parlamentar no valor de vinte mil em medicamentos para a Maternidade de Glória de Dourados
Maternidade de Glória de Dourados recebe medicamentos de emenda parlamentar da Deputada Graziele Machado
Fies terá 100 mil vagas a juro zero a alunos de baixa renda no próximo ano
   
 

2006 - 2012 © - Glória News - Todos os direitos reservados.
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design - tecnologia&internet