Untitled Document
 
 
E-mail: adautodias@msn.com
 
 
 
13 de Dezembro de 2017 às 18h04min
Romarinho marca, mas Real Madrid vira e vai à final do Mundial

Gazeta Press

 

 
 
Quem pensava que o Real Madrid teria facilidades para confirmar sua vaga na grande decisão do Mundial de Clubes se enganou. Nesta quarta-feira a equipe de Zinedine Zidane terminou o primeiro tempo atrás no placar, graças ao gol do ex-corintiano Romarinho, mas conseguiu balançar as redes no segundo tempo, depois que o goleiro Al Khesaif foi substituído, com Cristiano Ronaldo e Gareth Bale para superar os anfitriões por 2 a 1 no estádio Zayed Sports City, em Abu Dhabi.
 
Embora Romarinho tenha pregado uma peça nos merengues e garantido a vantagem parcial à sua equipe no primeiro tempo, o Real Madrid não tomou conhecimento dos adversários e apenas na primeira etapa dispararam nada mais, nada menos que 17 chutes, exigindo o goleiro rival a fazer ao menos cinco importantes defesas.
 
Com o resultado, o Real Madrid chega à sua sexta final de Mundial de Clubes, a terceira neste formato, e pode se igualar ao Barcelona, que possui três títulos do torneio organizado pela Fifa, um a mais que os merengues, que também venceram as Copas Intercontinentais de 1960, 1998, esta contra o Vasco da Gama, e 2002.
 
Agora, o Real Madrid terá pela frente o Grêmio, que superou o Pachuca nesta terça-feira por 1 a 0, com gol de Éverton. A grande final acontece no próximo sábado, às 15h (de Brasília), no Zayed Sports City.
 
O jogo – Os 20 primeiros minutos do Real Madrid foram avassaladores. Logo aos três, Cristiano Ronaldo experimentou de fora da área para testar o goleiro, mas viu a bola passar próxima do ângulo esquerdo do rival. No minuto seguinte novamente CR7 levou perigo, se antecipando à zaga e aproveitando o cruzamento de Isco para cabecear firme, no cantinho, porém, Al Khesaif fez grande defesa.
 
A pressão madridista não permitia que o Al Jazira fizesse algo além de atacar. Aos seis minutos Cristiano Ronaldo, em sua terceira chance, escorou após cobrança de escanteio, e a bola acabou desviando na zaga, exigindo que Al Khesaif demonstrasse todo o seu reflexo no lance e novamente salvasse os anfitriões. Dez minutos depois foi a vez de Benzema esbarrar no goleiro, que voou no canto esquerdo para defender a cabeçada do atacante francês e mandar para a linha de fundo.
 
Se o Real Madrid não conseguia balançar as redes através das triangulações e jogadas aéreas, Modric resolveu arriscar de longe, no entanto, o goleiro rival seguiu inspirado e freou o ímpeto do croata. Depois de tanto se defender, o Al Jazira, enfim, agrediu os merengues aos 20 minutos, quando Mabkhout aproveitou o contra-ataque para finalizar de fora da área e ver a bola passar muito próxima à trave direita de Keylor Navas.
 
Tentando ser a peça de desafogo do Real Madrid, Isco fez boa jogada pela esquerda aos 22 minutos e cruzou na cabeça de Benzema, que por sua vez mandou para o fundo das redes. No entanto, o árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci já havia marcado falta de Cristiano Ronaldo no zagueiro do Al Jazira. Posteriormente, aos 31 minutos, houve outro gol anulado dos espanhóis. Desta vez com o auxílio do árbitro de vídeo, o juiz invalidou a cabeçada de Casemiro por conta do impedimento de Benzema.
 
Antes do apito final ainda deu tempo do Al Jazira surpreender a todos que compareceram no estádio Zayed Sports City, em Abu Dhabi. Em outra oportunidade em contra-ataque, aos 41 minutos, Romarinho recebeu pela esquerda e, diferentemente de Mabkhout, levou para o meio e bateu rasteiro, cruzado, sem chances para Keylor Navas. Com isso, restou pouco tempo para o Real Madrid buscar o empate antes de ir para o intervalo, fato que forçou a equipe espanhola a se dirigir ao vestiário com a incrível desvantagem no placar.
 
Assim como no primeiro tempo, o início da etapa complementar também foi bastante agitado. Logo aos três minutos Romarinho iniciou jogada de contra-ataque, acionando Mabkkhout, que saiu na cara do gol e tocou para Boussoufa mandar para as redes. Porém, com o auxílio do árbitro de vídeo, Sandro Meira Ricci anulou o que seria o segundo gol do Al Jazira na partida. Logo em seguida, Al Khesaif, que vinha sendo o herói dos donos da casa, ao lado de Romarinho, teve que ser substituído por conta de um incômodo na coxa esquerda que já durava desde a primeira etapa.
 
Sem o carrasco do primeiro tempo na meta do Al Jazira, Cristiano Ronaldo tratou de tirar proveito e aos sete minutos, enfim, conseguiu igualar a partida. O craque português recebeu de Modric de costas para o gol, dominou girando e bateu firme, cruzado, para balanças as redes. Aos 14 minutos o Real Madrid teve a oportunidade de virar a partida com Benzema, que após grande lançamento de Casemiro bateu colocado e viu Al Senani fazer grande defesa.
 
Posteriormente o atacante francês carimbou a trave em duas oportunidades. Aos 20, Benzema bateu com a perna esquerda e carimbou a trave direita do Al Jazira. Seis minutos depois foi a vez de o camisa 9 pegar errado na bola e, ainda assim, vê-la tocar na trave novamente e sair pela linha de fundo.
 
Restando dez minutos para o fim da partida, o técnico Zinedine Zidane decidiu recorrer a Gareth Bale, que com poucos segundos em campo tratou de resolver o problema do Real Madrid e garantir a virada. Em cruzamento de Lucas Vázquez. o galês apareceu de trás para bater de chapa e vencer o goleiro rival, que ainda teve sua visão atrapalhada por Cristiano Ronaldo. Daí em diante, bastou aos espanhóis administrarem a vantagem para confirmarem a ida à decisão.
 
FICHA TÉCNICA
AL JAZIRA (EAU) 1 X 2 REAL MADRID (ESP)
 
Local: Estádio Zayed Sports, em Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos)
Data: 13 de dezembro de 2017 (Quarta-feira)
Horário: 15h (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Brasil)
Assistentes: Emerson de Carvalho (Brasil) e Marcelo Van Gasse (Brasil)
 
GOLS: Romarinho, aos 41 minutos do 1ºT (Al Jazira); Cristiano Ronaldo, aos sete minutos do 2ºT e Gareth Bale, aos 35 minutos do 2ºT (Real Madrid)
Cartões amarelos: Ayed (Al Jazira)
 
AL JAZIRA: Ali Khaseif (Al Senani); Fares Juma, Salim Rashid, Ayed e Musallem Fayez; Mohamad Al Attas, Yaqoub Al Hosani (Rabia), Mbark Boussoufa e Al Hammadi; Romarinho e Ali Mabkhout
Técnico: Henk ten Cate
 
REAL MADRID: Keylor Navas; Achraf, Raphaël Varane, Nacho e Marcelo; Casemiro, Kovacic (Asensio), Luka Mòdric e Isco (Lucas Vázquez); Cristiano Ronaldo e Karim Benzema (Bale)
Técnico: Zinedine Zidane

 


 
Notícias Recentes
Vídeo mostra carro da Stock Ligth atropelando mecânicos e cinegrafista
Tite convoca Seleção com Paquetá, Pedro, Dedé e Everton para amistosos
Palmeiras vence o Bahia e chega a seis jogos sem sofrer gols e mira marca de 1992
Análise: Palmeiras sofre pouco, controla Cerro e ganha estilo copeiro com Felipão
Corinthians perde para o Colo Colo no Chile mas Loss elogia atuação com um jogador a menos e vê possibilidades de avançar na Libertadores
Trio decisivo, maturidade, foco: a sintonia do Cruzeiro para vencer o Flamengo
   
 

2006 - 2012 © - Glória News - Todos os direitos reservados.
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design - tecnologia&internet