Untitled Document
 
 
E-mail: adautodias@msn.com
 
 
 
29 de Março de 2018 às 09h07min
Rodriguinho faz no fim e Corinthians vence o São Paulo nos pênaltis

Gazeta Press

O jogo foi bastante disputado na Arena Corinthians, com um São Paulo muito diferente da postura apresentada durante todo o Campeonato Paulista, mas, no fim, falou mais alto a força do Timão dentro da sua casa. Aos 47 minutos da etapa final, quando a vaga são-paulina parecia encaminhada, Rodriguinho marcou de cabeça e deu a chance de Cássio pegar dois pênaltis, assegurando a vaga alvinegra na final.

Com o resultado, o clube do Parque São Jorge agora encara a equipe do Palmeiras na final da competição. O primeiro jogo está marcado para sábado, às 16h30 (de Brasília), novamente na Arena, com a segunda partida agendada para o dia 8, no Allianz Parque. O Tricolor, por sua vez, enfrenta o Atlético-PR, em duelo marcado para o dia 4 de abril, na Arena da Baixada, pela quarta fase da Copa do Brasil.

Jogo muito pegado e pouco jogado

O primeiro tempo começou com o São Paulo marcando de forma adiantada, dificultando a saída de bola corintiana. Apostando em uma pressão, principalmente quando Fagner era acionado pelo lado direito, o Tricolor conseguiu travar os lances corintianos e se manteve tranquilo com o 0 a 0, fazendo a temperatura se elevar somente quando Gabriel tirou a bola de Trellez, que estava no chão, causando um princípio de confusão em Itaquera.

Em termos de chances de gol, a inicial saiu em escanteio cobrado por Nenê, que tentou surpreender Cássio ao bater direto para o gol. O goleiro alvinegro, no entanto, conseguiu salvar em cima da linha. Na resposta, após outro escanteio, Emerson Sheik dominou bola na segunda trave e conseguiu chutar, mas acabou mandando por cima do gol de Sidão, arrancando gritos de “uh” dos presentes à arena.

Com o Tricolor baixando sua marcação, quase que naturalmente, para aguentar o ritmo da partida, o Timão rondou a área adversária por diversas vezes, mas não conseguiu entrar. Em resposta pontual, Trellez ganhou de Pedro Henrique e só não parou dentro do gol porque Cássio saiu muito bem da sua meta. Pouco depois, Sheik viu cruzamento de Fagner passar por Rodriguinho e sobrar limpo para ele chutar. A bola, no entanto, foi para a arquibancada.

Preocupado com os avanços corintianos, Diego Aguirre pediu seguidas vezes para os seus comandados avançarem a marcação e não deixarem o Alvinegro ficar tanto tempo com a bola. Em uma rara jogada trabalhada do seu time, ele quase foi para o itnervalo em vantagem. Liziero recebeu na entrada da área e entrou driblando até a linha de fundo. O volante cruzou, a zaga não afastou e Militão bateu forte, exigindo outra boa intervenção de Cássio.

Defesa são-paulina falha uma vez

O segundo tempo foi de uma tônica sò: Corinthians rondando a área e a zaga do São Paulo afastando todas as vezes em que a redonda entrava na área tricolor. Arboleda e Bruno Alves, facilitados pela ausência de um homem de referência na área para marcar, conseguiram afastar quase sempre que Clayson e Mateus Vital levaram a bola até o fundo, sem precisar fazer Sidão trabalhar.

Preocupado em fazer o time ter mais perigo, Carille acionou Pedrinho pela ponta direita, na vaga de um sem função Gabriel. Logo na sua primeira bola, o canhoto foi para cima da marcação acionou Rodriguinho e o meia cruzou forte para o meio da área, onde Emerson Sheik não alcançou. A bola ainda quase sobrou para Clayson na esquerda, mas Éder Militão, como em quase todo o jogo, ganhou a disputa.

Preocupado também em não deixar o seu time muito exposto, Carille demorou a mexer, esperando que a formação escolhida fosse para cima do adversário. A mudança seguinte do treinador corintiano veio já na casa dos 30 minutos da etapa final, quando Mantuan substituiu um esgotado Fagner. O lateral, que estava com a Seleção Brasileira na Alemanha, aguentou mais tempo do que o esperado.

A última escolha foi Danilo, que entrou na vaga de Emerson Sheik para tentar dar mais presença de área ao time. O experiente armador nem sequer conseguiu receber uma bola em boa condição dentro da área, saindo mais para ajudar na armação. Quando tudo parecia perdido, no entanto, Clayson bateu escanteio pelo lado direito e achou Rodriguinho livre no meio da área para testar e vencer Sidão, levando a decisão aos pênaltis.

Na marca da cal, Mateus Vital, Clayson, Pedrinho, Maycon e Danilo anotaram para os alvinegros, que viram Cássio parar Diego Souza e Liziero, na sexta cobrança. Sidão ainda defendeu a batida de Rodriguinho, mas não foi o suficiente.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 (5) X (4) 0 SÃO PAULO

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 28 de março de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias
Assistentes: Anderson de Moraes e Daniel Ziolli
Público: 43.062 torcedores
Renda: R$ 2.603.440,11
Cartão Amarelo: Rodriguinho, Fagner e Henrique (Corinthians); Reinaldo, Éder Militão e Sidão (São Paulo)
Gol: Rodriguinho, aos 47 minutos do segundo tempo
PÊNALTIS:
CORINTHIANS: Mateus Vital, Clayson, Pedrinho, Maycon e Danilo
SÃO PAULO: Lucas Fernandes, Bruno Alves, Reinaldo e Éder Militão

CORINTHIANS: Cássio; Fagner (Mantuan), Pedro Henrique, Henrique e Sidcley; Gabriel (Pedrinho), Maycon, Mateus Vital, Rodriguinho e Clayson; Emerson Sheik (Danilo)
Técnico: Fábio Carille

SÃO PAULO: Sidão; Militão, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Jucilei, Petros e Liziero; Marcos Guilherme (Caíque), Nenê (Lucas Fernandes) e Tréllez (Diego Souza)
Técnico: Diego Aguirre


 
Notícias Recentes
Corinthians anuncia a contratação de Ramiro, volante do Grêmio, por quatro anos
Em dia de homenagens, Corinthians empata com a Chape e garante permanência
Palmeiras bate Vasco com gol de Deyverson e é campeão brasileiro
Polêmica! Para Fifa, Timão é o único bi mundial fora da Europa
Com estrutura de R$ 4,5 milhões, Rally dos Sertões ficará 4 dias em Campo Grande
Organizadas do Corinthians ameaçam time e cobram Andrés em protesto no CT
   
 

2006 - 2012 © - Glória News - Todos os direitos reservados.
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design - tecnologia&internet