Untitled Document
 
 
E-mail: adautodias@msn.com
 
 
 
28 de Setembro de 2018 às 15h09min
Placar da destruição: 150 casas, 100 árvores, duas escolas e um hospital pelo vendaval em Bandeirantes
Chuva provou estragos em Bandeirantes. Equipe da Defesa Civil Estadual nesta sexta-feira (28) no município que já decretou situação de emergência
Campo Grande News

     Telhado e forro de escola foram destruídos durante temporal. (Foto: Marina Pacheco)

O temporal com ventos de 100 quilômetros por hora atingiu 150 famílias, arrancou cerca de 100 árvores, deixou 10 feridos e destelhou pelo menos três prédios públicos entre eles o hospital de Bandeirantes – a 70 quilômetros de Campo Grande. Além disso, equipe da Defesa Civil Estadual nesta sexta-feira (28) no município que já decretou situação de emergência.

Conforme o prefeito Alváro Urt, ainda não há como estimar o valor que será gasto para reparar os estragos provocados pela chuva. A Defesa Civil juntamente com equipes da prefeitura estão levantamento os estragos e um relatório oficial sobre a situação deve ser divulgado ainda hoje.

“Ontem ficamos até 21h cortando e carregando árvores caídas na área rural e urbana. Foi muita coisa”, descreve o prefeito.

Restos de telhas de escola arrancados durante temporal de ontem (Foto: Marina Pacheco)Restos de telhas de escola arrancados durante temporal de ontem (Foto: Marina Pacheco)
Talha com telha de zinco foi completamente arrancado pelo vento (Foto: Marina Pacheco)Talha com telha de zinco foi completamente arrancado pelo vento (Foto: Marina Pacheco)
 

O chefe do administrativo municipal esteve reunido nesta manhã com o secretariado para viabilizar os trâmites burocráticos que darão sustentação jurídica ao decreto de situação de emergência.

Parte dos materiais que serão doados as famílias afetadas pela chuvas, como telhas e lonas, serão doadas pela Defesa Civil. Além disso, o órgão também distribuirá uma cesta básica para cada família.

“Ainda não temos os números, mas levantamentos que parte do município está sem energia. A Energisa já foi acionada e trabalhou durante a noite toda para que a situação seja normalizada ainda hoje”, destacou o diretor-presidente da Defesa Civil, tenente coronel Catarinelli.

Muro de casa foi destruído pela chuva (Foto: Marina Pacheco)Muro de casa foi destruído pela chuva (Foto: Marina Pacheco)

Tristeza – Sem conter as lágrimas, o auxiliar de serviços gerais, Átila da Silva, 59 anos, detalhou que estava descansando quando o temporal atingiu sua casa, que fica na região central de Bandeiras.

A casa dele foi destelhada e a chuva molhou todos os móveis da residência, inclusive os eletrodomésticos. Hoje, o pouco que resto à ele foi colocado exposto no sol. “Nem o fogão quer ligar”, disse em meio as lágrimas.

Cidades - Segundo a Defesa Civil, além de Bandeirantes, as cidades de Caarapó, Jardim e Naviraí também foram afetadas pelas chuvas.

Serviço – As famílias afetadas precisam de cobertores, colchões e roupas. As doações podem ser feitas pelos telefones: (67) 99660-5318 (Sirlene) e (67) 9999-5543 (Elida). Voluntários juntamente coma igreja oferecerão almoço e janta na Matriz nesta sexta. A é para quem for buscar almoço ou janta na igreja precisa levar uma vasilha.


 
Notícias Recentes
Tempestade deixa rastro de destruição em Costa Rica e Chapadão do Sul
Mais uma cidade de MS decreta situação de emergência devido aos estragos provocados por chuva
Chuva causa alagamentos em vários pontos da cidade de Caarapó nesta segunda-feira
Placar da destruição: 150 casas, 100 árvores, duas escolas e um hospital pelo vendaval em Bandeirantes
Temporal destelha casas, derruba árvores e deixa ruas intransitáveis
Dourados, Ponta Porã e Juti enfrentam temporal com ventos de até 85 km/h
   
 

2006 - 2012 © - Glória News - Todos os direitos reservados.
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design - tecnologia&internet