Untitled Document
 
 
E-mail: adautodias@msn.com
 
 
 
19 de Junho de 2017 às 07h53min
Homem arrasta mulher para matagal, esfaqueia enteada e é preso pela Rotai
Apesar da afirmação de uma das vítimas e de testemunhas, o suspeito negou tudo
JPnews

N.C.V. de 36 anos foi preso pela Rotai na noite deste sábado (17) no Residencial Novo Oeste em Três Lagoas. O suspeito agrediu violentamente a esposa e a enteada. 

Por volta das 18h30, a Polícia Militar através do 190 recebeu várias ligações de moradores do Condomínio Pardal com a informação de que um homem estaria agredindo violentamente uma menor de 16 e uma mulher de 33 anos.
 
Rapidamente uma equipe da Rádio Patrulha foi até o local, mas quando os policiais chegaram ao condomínio, foram informados pelos moradores que o suspeito teria sequestrado a mulher e arrastado ela pelos cabelos até um matagal que fica ao lado do Residencial Novo Oeste. Foi solicitado então o apoio de outras equipe operacionais da Polícia Militar.

Os moradores do Condomínio Pardal estavam muito assustados e começaram a repassar as informações aos policiais que começaram a realizar uma varredura no matagal para tentar encontrar o suspeito e a vítima.  A situação ficou mais tensa, pois a informação de que a menor, temendo pela vida da mãe, entrou no matagal e acabou sendo esfaqueada por N.C.V.. 

A adolescente mesmo ferida, conseguiu fugir e sair da vegetação e socorrida por amigos e levada do local até uma residência localizada no bairro Vila Verde.

Enquanto isso, os policiais continuavam a procurar o suspeito e a mulher que teria sido arrastada por ele até a vegetação.

Duas equipes da Rádio Patrulha, uma do Pelotão de Trânsito e uma da Rotai se organizaram e começaram a realizar um cordão de isolamento na região da vegetação onde o suspeito e a vítima poderiam estar. 

A polícia acreditava que a qualquer momento, N.C.V. poderia matar a mulher de 33 anos, pois segundo testemunhas e a adolescente, o homem era considerado violento e frequentemente ameaçava mãe e filha de morte e por inúmeras vezes agredia as duas mulheres. 

A busca continuava enquanto uma nova informação chegou ao conhecimento dos policiais e a história tomaria outro rumo.

"O PROBLEMA AQUI SÃO VOCÊS"

Os policiais receberam a informação de que a mulher de 33 anos teria voltado ao apartamento no Condomínio Pardal e os policiais foram ao encontro da vítima para obter mais detalhes do caso, mas a maneira com que ela tratou os policiais surpreendeu a todos os moradores.

A equipe da Rotai questionou a mulher para saber sobre as agressões e a esposa do suspeito disse que nada havia acontecido dizendo ainda que "o problema daquilo tudo eram os policiais".

A mulher não queria registrar o boletim de ocorrência contra N.C.V. e negou que o marido tivesse esfaqueado a adolescente. 

Com isso, os policiais apenas colheram a identificação dos envolvidos para registrar um boletim de atendimento, mas mais uma vez, outra informação iria mudar o rumo do caso.

FERIDA E TENTATIVA DE ESTUPRO

A ação policial para resgatar a vítima foi finalizada e as equipes operacionais voltaram a rotina de patrulhamento, mas a equipe da Rotai - composta pelo sargento Silviomar, cabo Gilson, e soldados Ferracini e Ocampos - receberam uma informação de uma testemunha que foi crucial para que N.C.V. fosse preso.

Apesar da mãe da adolescente negar, a testemunha disse que a jovem teria sido ferida pelo suspeito e que ela estava em uma residência no bairro Vila Verde. A informação de que o homem ainda estava na região do Condômino Pardal também foi dada aos policiais que resolveram então realizar uma diligência para tentar localizar o suspeito.

Quando os policiais saíram do condomínio, N.C.V. voltou ao apartamento e através da janela entrou no imóvel e ficou escondido. 

A equipe policial voltou ao local e a mulher de 33 anos negou que o marido estivesse escondido no apartamento, mas autorizou que uma busca fosse feita. 

N.C.V. foi encontrado e recebeu voz de prisão.

Já na delegacia, a menor contou o que teria acontecido. Ela estava ferida em uma das pernas e com hematomas pelo corpo.

A adolescente contou que estava com um grupo de amigos no apartamento quando N.C.V chegou e começou a agredir a mulher de 33 anos. A menor tentando defender a mãe, também foi agredida e segundo ela, N.C.V. levou a menor até o quarto e a jogou em cima da cama e começou a desferir tapas no rosto da menor. Ele ainda dizia que iria estuprar a jovem,  pois como ela tem uma relação homoafetiva, o que ela merecia, era ser estuprada por dois homens.

A jovem ainda contou que o suspeito ao perceber que os moradores vizinhos acionaram a polícia, ele fugiu do imóvel e levou a mulher arrastada pelos cabelos até o matagal e que ele estaria armado com uma faca. 

A menor temendo pela vida da mãe e na tentativa de salvar a mulher, correu para a vegetação e encontrou os dois e acabou sendo esfaqueada pelo suspeito.

A menor afirmou que frequentemente, N.C.V. agride violentamente a esposa e a adolescente. O suspeito no dia 11 de junho deste ano, tentou atear fogo no apartamento da esposa.

O suspeito foi levado a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) e foi autuado em flagrante por violência doméstica e lesão corporal dolosa.

O que chama a atenção é que na delegacia, a mulher e mãe da adolescente, afirmou que irá retirar a queixa e "soltar " o marido, pois segundo a adolescente, a mãe não quer se separar do marido.


 
Notícias Recentes
Funcionária faz depósitos indevidos e casa lotérica perde R$ 6 mil em golpe
Incêndio em praça de alimentação causa susto no Shopping Campo Grande
Pai encontra filha morta no Bairro Vitória
Motociclista morre depois de ser atingido por carro que tentava ultrapassagem
Protesto de índios bloqueia três trechos da BR-163 confira quais
Libertado Bigode é recebido com festa e quer processar o Estado
   
 

2006 - 2012 © - Glória News - Todos os direitos reservados.
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design - tecnologia&internet