Untitled Document
 
 
E-mail: adautodias@msn.com
 
 
 
28 de Março de 2018 às 08h26min
Depois de complicações com o uso de narguilé Jovem de 20 anos deixa recado em rede social
“Gostaria que os jovens para-se com isso pois o que estou passando não desejo a ninguém.
Rio Brilhante em tempo real

Imagens: Facebook

 

Pamela laize Amorim Souza de 20 anos moradora no bairro benedito Rondou está internada no hospital de Rio Brilhante desde a ultimo domingo (25/03), com complicações respiratórias, causando infecções e pneumonia devido ao uso excessivo do narguilé. Ao consumir o narguilé, além de absorver substâncias tóxicas, a pessoa inala os produtos da combustão do carvão utilizado para queimar o fumo.

Em seu perfil pessoal no facebook a jovem fez uma postagem na tarde desta terça-feira (27), onde ela deixa um alerta para os jovem que fumam o narguilé. Quem faz o consumo a longo prazo estaria associado com um maior risco para câncer de boca e bexiga.

Até as ultima horas desta ultima terça-feira sua postagem já tinha atingido há 343 compartilhamentos, mais de 450 curtidas e centenas de comentários. Na publicação ela escreveu:

Boa tarde. Venho aqui abrir o olho de vocês jovens que fuma Narguilé, bom se conselho fosse bom não era dado era vendido,Então por vontade própria PAREM DE FUMA. isso me causo infecção, e veio Pneumonia.
NARGUILÉ NÃO PRESTA. Fui sim muito mais aonde está meu resultado ? AQUI NUMA CAMA DE HOSPITAL 3 EM 3 HORAS TENO MEDICAÇÃO NA VEIA. SABE PORQUE? FALTA DE AR POR CAUSA DO MALDIDO NARGUILE. Mais aí que tá quando os povo fala agente não vê que realmente faz mal , temos que passar por momento difícil e realmente vê que faz mal. E com os erros que aprendemos viver então eu to aqui não é um conselho e sim um aviso aquela desgraça não presta!

Se continuar sabe o futuro né? A morte . Então para enquanto a tempo!!!!!
ABRAÇOS 

 

A redação do site conversou com a jovem que disse, “Gostaria que os jovens para-se com isso pois o que estou passando não desejo a ninguém. Gostaria de chamar a atenção dos jovens para que eles vissem realmente vê o quanto isso faz mal.”

 

WhatsApp Image 2018-03-27 at 20.43.14 (1)

 

 

pamela

 

 

pamelaa

 

Conheça um pouco mais sobre o narguilé e o que ele pode trazer.

Comum entre jovens, narguilé causa dependência e está ligado ao câncer

1496961291535

Com consumo crescente no Ocidente, principalmente no Brasil, Estados Unidos e Europa, o narguilé leva à dependência de nicotina, é porta de entrada para outras formas de tabaco e aumenta o risco para desenvolvimento do câncer, assim como para doenças cardiovasculares e infecciosas, como herpes, hepatite e tuberculose, alerta a Organização Mundial de Saúde.

Criado na Índia no século 16, o narguilé é popular em países do sudeste asiático, do norte da África e do mediterrâneo Oriental. O consumo desse cachimbo com água, por sua vez, vem se popularizando, desde os anos 1990, também entre os jovens brasileiros, norte-americanos e de parte da Europa, sendo uma porta de entrada para a dependência de nicotina e o consumo de outras formas de tabaco. O alerta é da Organização Mundial de Saúde (OMS), por meio do relatório do Grupo de Estudo para Regulação do Tabagismo.

Mais do que conter água, o narguilé é um cachimbo que traz um fumo especial, feito com tabaco, melaço e frutas ou aromatizantes. O fumo é queimado em um fornilho e sua fumaça, após atravessar um recipiente com água, é aspirada por uma mangueira até chegar à boca. Difundido pela indústria tabagista como uma forma inofensiva de consumo de tabaco com a argumentação de que a água seria capaz de filtrar os componentes tóxicos, o narguilé é sim prejudicial à saúde.

Ao consumir o narguilé, além de absorver substâncias tóxicas, a pessoa inala os produtos da combustão do carvão utilizado para queimar o fumo. “A quantidade de monóxido de carbono inalada no consumo do narguilé é muito maior do que no cigarro, pois não há filtro. A água serve apenas para resfriar a fumaça do tabaco queimado”, afirma o cirurgião oncologista e diretor do Departamento de Pulmão e Tórax do A.C.Camargo Cancer Center, Jefferson Luiz Gross.

De acordo com a OMS, não existe consumo seguro de tabaco, incluindo charuto, cachimbo, cigarro e o próprio narguilé. Alguns estudos sugerem, inclusive, que a quantidade de nicotina inalada com o narguilé é pelo menos o dobro da inalada pelo consumo do cigarro normal, causando uma dependência ainda maior. Além disso, o cigarro é consumido em cinco ou dez minutos, enquanto o narguilé, geralmente utilizado socialmente na roda com os amigos, é inalado por até duas horas seguidas, intensificando a quantidade de nicotina. O mesmo documento ressalta que entre os jovens tabagistas na faixa dos 13 aos 15 anos, ao menos 20% já são consumidores de narguilé.

Um estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com o Instituto Nacional do Câncer (INCA) concluiu que fumar narguilé por uma hora seguida corresponde ao consumo de tabaco de cem cigarros. Além disso, dados mostram que, apesar de terem conhecimento e consciência dos riscos do tabaco, 55% dos estudantes da área de saúde que fumam também utilizam o narguilé.

Outra preocupação é que o uso de narguilé está associado, muitas vezes, ao consumo de outras drogas. Algumas pessoas colocam bebida alcoólica, como vodka e cachaça, ao invés da água, e misturam maconha ou crack com o tabaco. “Nessas situações, o narguilé se torna uma verdadeira bomba. Além do álcool, que é volátil, a pessoa também inala as substâncias tóxicas do tabaco, das outras drogas e da fumaça do carvão”, completa Jefferson Luiz Gross.

A comercialização de narguilé em São Paulo é regulamentada pela Lei 13.779, que restringe a venda e o consumo de narguilé apenas aos maiores de 18 anos. De acordo com a OMS, o uso do produto está associado com o desenvolvimento de câncer, principalmente de pulmão, assim como de doenças cardiovasculares. O consumo em longo prazo, afirma o INCA, também estaria associado com um maior risco para câncer de boca e bexiga. Além disso, como a mangueira é geralmente compartilhada por vários indivíduos, pode também levar a doenças infecciosas como herpes, hepatite e tuberculose.

Consultoria: A.C.Camargo Cancer Center


 
Notícias Recentes
Hemocentro de Dourados necessita de doadores com urgência
Mortes por gripe no MS aumentam 150% em 2 semanas
Dourados tem 62 casos confirmados de chikungunya, maior número de MS
Brasil tem duas mortes por sarampo e 103 casos confirmados
Com sintomas de gripe, bebê morre no posto de saúde
Advogada morre 15 minutos após dar entrada em PS com vírus H3N2 em MS
   
 

2006 - 2012 © - Glória News - Todos os direitos reservados.
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design - tecnologia&internet