Untitled Document
 
 
E-mail: adautodias@msn.com
 
 
 
28 de Setembro de 2017 às 14h13min
Deodápolis e outras cidades da região possui potencial para exploração de petróleo e gás natural, diz ANP
O levantamento revelou outras 11 áreas em Mato Grosso do Sul, que fazem parte da Bacia do Paraná, abrangendo 17 municípios
Jornal da Nova
Imagens: ANP/Reprodução

Bataguassu esta entre os 17 municípios de Mato Grosso do Sul que tem potencial para a exploração de gás natural e petróleo. Os dados foram mostrados em  estudo feito e divulgado durante esta semana pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Já a licitação para empresas interessadas na exploração, será aberta nesta quarta-feira (27). As informações são da TV Morena. 

O levantamento revelou outras 11 áreas em Mato Grosso do Sul, que fazem parte da Bacia do Paraná, abrangendo 17 municípios: Água Clara, Anaurilândia, Angélica, Bataguassu, Batayporã, Brasilândia, Campo Grande, Deodápolis, Ivinhema, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Santa Rita do Pardo, Taquarussu e Três Lagoas.

As empresas interessadas na exploração serão responsáveis pelo custeio e pelo estudo que vai identificar se de fato, existe algo pra ser explorado no estado. Se ficar comprovado que Mato Grosso do Sul tem como explorar combustíveis fósseis, o impacto será positivo para a economia, avaliou o secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck.

Mato Grosso do Sul ainda não possui produção de petróleo ou gás natural e não há áreas em fase de exploração no estado. Contudo, a área em oferta possui potencial para descobertas de gás natural em modelo exploratório análogo àquele do Parque dos Gaviões na Bacia do Parnaíba, que é atualmente a segunda maior produtora terrestre de gás natural.

Os bônus de assinatura mínimos variam entre R$ 381 mil e R$ 429 mil, de acordo com a ANP. Esta rodada de licitações tem por objetivos ampliar as reservas e a produção brasileira de petróleo e gás natural, ampliar o conhecimento das bacias sedimentares, descentralizar o investimento exploratório no país, desenvolver a pequena indústria petrolífera e fixar empresas nacionais e estrangeiras no país, dando continuidade à demanda por bens e serviços locais, à geração de empregos e à distribuição de renda


 
Notícias Recentes
Japão anuncia retomada da importação de lácteos
Preço do boi gordo em MS enfrenta queda para o menor patamar desde 2014
Com apoio da Agraer, produtores garantem renda de R$ 10 mil/ano com produção de urucum
Horário de verão 2017 começa no domingo; moradores de 10 estados e DF devem adiantar relógio em 1 hora
Ferroeste faz primeira consulta pública por ferrovia entre Dourados e PR
Herdeiros já podem sacar dinheiro do PIS/Pasep de falecidos
   
 

2006 - 2012 © - Glória News - Todos os direitos reservados.
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design - tecnologia&internet