Untitled Document
 
 
E-mail: adautodias@msn.com
 
 
 
31 de Maio de 2017 às 10h11min
Delegado da PF que investigava morte de Teori é assassinado
Em janeiro, Soares assumiu o inquérito sobre o acidente aéreo que causou a morte do ministro Teori Zavascki
Plantão do MS

O delegado da Polícia Federal Adriano Antonio Soares, morto na madrugada desta quarta-feira (31) em uma casa noturna em Florianópolis, era responsável por investigar a morte do então ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, morto em janeiro num acidente de avião em Paraty-RJ.

Segundo informações do "Zero Hora", Adriano estava na companhia de outro delegado da PF, identificado como Elias Escobar, quando teriam sido mortos após desentendimento no local.

De acordo com a publicação, Adriano era o chefe da Polícia Federal em Angra dos Reis desde 2009 e era delegado da PF desde 1999. Junto com Adriano estava Elias Escobar, que chefiou a PF em Niterói e Volta Redonda e investigou envolvimento de policiais civis com o tráfico de drogas e ação de milícias.

Em janeiro, Soares assumiu o inquérito sobre o acidente aéreo que causou a morte do ministro Teori Zavascki, então relator da Operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). Na ocasião, Soares decretou o sigilo da apuração.

As vítimas estavam em Florianópolis participando de um curso.

( Foto: Divulgação )


 
Notícias Recentes
Amigas de Campo Grande escaparam por pouco de van que matou 7 em atentado
Policiais tiram foto com bêbado para lembrá-lo de como chegou em casa
Novo golpe envolvendo contas do FGTS atinge usuários
Mulher é suspeita de tentar doar ilegalmente filho em maternidade de Dourados
Homem de 54 anos é flagrado com menina de 13 no carro e suspeita é de estupro
O polêmico caso do médico acusado de usar o próprio sêmen em tratamentos de fertilidade
   
 

2006 - 2012 © - Glória News - Todos os direitos reservados.
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design - tecnologia&internet