Untitled Document
 
 
E-mail: adautodias@msn.com
 
 
 
21 de Fevereiro de 2018 às 15h15min
Corpo encontrado no Rio Dourados é da mulher que estava desaparecida em Fátima do Sul
O corpo da mulher encontrado boiando e enroscado em uma galhada à margem do Rio Dourados
Fàtima em Dia

O corpo da mulher encontrado boiando e enroscado em uma galhada à margem do Rio Dourados, na manhã desta quarta-feira (21), foi confirmado por familiares como sendo o de Débora Dias dos Santos, de 32 anos, que estava desaparecida desde a noite de terça-feira (13), na cidade de Fátima do Sul.

O corpo estava próximo a uma ilha, distante uma hora e meia de barco da ponte de madeira da rodovia MS-274. O trabalho de busca foi iniciado na terça-feira, dia 20, pelos Bombeiros de Fátima do Sul, que percorreram o trecho de rio entre a Ponte da cidade de Fátima do Sul até a ponte de concreto que passa sobre a Rodovia MS-276.

Na manhã desta quarta-feira (21), uma equipe de Bombeiros de Ivinhema continuou a operação, percorrendo o trecho de rio entre a ponte de concreto da Rodovia MS 276, até a ponte de madeira da Rodovia MS-274, no Distrito de Porto Vilma, município de Deodápolis.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal – IML na cidade de Dourados, para exames necroscópicos que possam apontar as causas da morte.

NO DIA DO DESAPARECIMENTO

Débora foi vista pela última vez, pelo marido quando chegavam na casa do casal, em Fátima do Sul, por volta das 23h30.

Conforme o boletim de ocorrência registrado pelo esposo, ambos chegaram em casa na caminhonete da família e Débora teria se recusado a entrar na casa, afirmando que queria voltar para a rua. Cansado, o marido afirmou que não queria sair novamente e começou a fechar os vidros do veículo.

Neste momento, Débora desceu, deu um soco no vidro do automóvel e saiu em direção à rua, não sendo mais vista. Desde então a família está desesperada por notícias.

“O marido dela disse que só viu pelo retrovisor ela virando a esquina. Depois disso, sumiu. Ela sempre foi uma pessoa centrada, mulher de família, tem duas filhas e nunca iria largar elas e ir embora. Ela não é depressiva e não tem problemas mentais. Ninguém sabe o que aconteceu”, disse Lucilene Moraes Silva, de 35 anos, prima de Débora. Parentes chegaram a procurar pela mulher em toda a cidade e até rios na região.

Débora foi vista pela última vez usando chinelos, shorts jeans e blusa preta. Ela não levou celular e nem qualquer quantia em dinheiro.


 
Notícias Recentes
Duas carretas batem de frente na BR-267, entre Nova Casa Verde e Nova Alvorada do Sul
Homem foi roubado antes de ser morto e carbonizado
VÍDEO: Pai invade pista de corrida para salvar filho de carro em chamas
Ex morador de Glória de Dourados e atualmente em Deodápolis morre em acidente de caminhão
Menina de 7 anos é atraída com livros de histórias e estuprada por marido da avó
Acidente entre trator e caminhonete mata homem em Dourados
   
 

2006 - 2012 © - Glória News - Todos os direitos reservados.
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design - tecnologia&internet