Untitled Document
 
 
E-mail: adautodias@msn.com
 
 
 
07 de Maio de 2015 às 10h00min
Aplicativo iPanelaço leva protesto com panelas para smartphones

G1
Após o panelaço que ocorreu em 18 estados mais o Distrito Federal durante o programa partidário apresentado pelo Partido dos Trabalhadores na TV na noite desta terça-feira (6), um aplicativo que leva o som de panelas para os smartphones registrou um boom de downloads. O sucesso do “iPanelaço”, disponível por ora para iPhones, fez seu criador começar a trabalhar em uma versão para Android.
 
Marcelo Jereissati Hage Nicolau, de 43 anos, é diretor da agência de publicidade e propaganda Casa de Ideias, de São Luís, no Maranhão. Ele conta que o app foi criado em março, logo após manifestações contra o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) levar mais de 2 milhões de pessoas às ruas.
 
A ideia surgiu após conversas com amigos, diz. “Somos contra essa turma que está aí, a forma como a política está rolando e tal”, conta. A escolha por um aplicativo ocorreu por ser uma forma “elegante” de participar das manifestações. “Foi uma maneira mais icônica de darmos uma contribuição para o protesto”, afirmou ao G1. “Queríamos achar uma maneira mais elegante de fazer um protesto. Elegante no sentido de não ter bagunça, ter briga.”
 
Segundo ele, no início, o aplicativo não chamou muita atenção, o que só ocorreu após o último programa do PT na TV, em que o presidente da legenda, Rui Falcão, afirmou que qualquer petista culpado de irregularidades será expulso do partido. O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva também apareceu no vídeo.
 
Até então, o app havia sido baixado apenas algumas centenas de vezes. Durante o pronunciamento chegou a 1,5 mil vezes. Na tarde desta quarta-feira (6), porém, já contava 25 mil downloads. Simples, o app permite escolher entre seis tipos de panela.
A falta de adesão de usuários fez com que os criadores nem pensassem em levar o aplicativo para outras plataformas. Mas, segundo Nicolau, os planos mudaram e uma versão para Android estará pronta dentro de 20 dias.
 
Apesar de admitir que sua mãe é prima do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), Nicolau diz não ser vinculado a nenhum partido. “A gente é só brasileiro", afirma.
 
( Foto: Divulgação )

 
Notícias Recentes
Com capacidade 50% maior, Fibria constroi caminhão que vale por cinco
CNH digital: veja perguntas e respostas sobre o documento
WhatsApp testa função que permite apagar envio de mensagens
WhatsApp volta com versão antiga de status, com frase junto à foto
Projetor smart roda Android, faz streaming de vídeos e navega a web e faz parede virar TV
Carteira de habilitação pode ser renovada pela internet em Campo Grande
   
 

2006 - 2012 © - Glória News - Todos os direitos reservados.
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design - tecnologia&internet